EXUS

 

                                 Abertura dos trabalhos de esquerda

 

 

Quando a lua sair

Eu vai girar, eu vai girar

Chegou seu Tranca Ruas

Protetor de todo altar

 

 

 

                                                                        *****

 

Olha o toco no caminho

Alevanta o pé, o mato está

Bulindo  manda ver quem é

 

                                                                       *****

 

Oi viva meu São Pedro, meu santo primeiro

Oi viva meu São Pedro, aonde as almas vão rezar

Abre a porta do céu São Pedro

Deixa as almas trabalhar

 

                                                                      *****

 

Com seu terno branco

Na Encruzilhada, Exú Bengala

qua, qua, Exu deu risada

 

                                                                     *****

 

O sino da igrejinha faz belém, blém, blóm

Deu meia-noite o galo já cantou

Seu Tranca-Ruas que é o dono da gira

Oi corre gira que o Ogum mandou

 

                                                                   *****

 

Eu subi a ladeira e eu vi uma linda flor

É a flor da Pomba-Gira

É a flor do amor

Eu vi a moça subindo a ladeira

Trazia nos cabelos a flor da laranjeira

                                                                                       

                                           Salve as pombas giras

 

De vermelho e negro, vestindo a noite o mistério traz

De colar de ouro, brincos dourados, a promessa faz

Se é preciso ir, você pode ir, peça o que quiser

Mas cuidado amigo, ela é bonita, ela é mulher

E num canto da rua, girando, girando, oi girando esta,

Ela é moça bonita girando, girando, oi girando está

 

                                         Salve o Exu Braza

 

Meu galo preto do pé amarelo,

Canta meu galo e faz o que eu quero

No pino da meia-noite meu galo preto cantou

Ele vem quebrar despacho que você pra mim mandou

Meu galo preto do pé amarelo

Canta meu galo e faz o que eu quero

Na direita eu tenho um rei, e nele eu tenho fé

Na esquerda eu tenho um galo que quebra tudo com o pé.

 

                                 Salve o Exu Sete Tempestade

 

                          

Exú é do querer, querer

Na hora grande é que eu quero ver

Exú é do romper da aurora

Seu Sete Tempestade

É quem manda agora, exú

 

                                  Salve o Caboclo Gira-Mundo

      

Ai meu Deus lá nas alturas, o meu pai é o caboclo Gira-Mundo

Bumba rasque bumba rasque bumba auê, meus inimigos não podem vencer

 

                                         Salve o Pai Cambite

      

Quem gosta de ti não cai, calunga

Foi o poder que Deus te deu, calunga

Nesse mundo não há, calunga

Um coração igual ao teu calunga

 

                                                                        *****

Já fui fazer minha oração

O Exu Braza quem me deu

Minha oração tem mironga,

Meus inimigos não me tombão

 

 

                                             Salve Seu Meia-Noite

                          

Seu Meia-Noite me pediu uma vela acesa

No meio da encruzilhada, antes de romper o dia

Seu Meia-Noite o Senhor tem a certeza

Que esta vela te ilumina até dar o meio-dia

Girou Meia-noite, girou Meia-Noite

Girou antes que o galo cantou

 

                                                                *****

 

Seu Meia-Noite me cubra com sua capa,

Quem tem sua capa escapa, quem tem sua capa escapa

A sua capa é a luz da claridade

Meia-Noite cobre tudo, só não cobre a falsidade.

 

                                                              *****

 

Galo cantou, não era meia-noite, não era meia-noite,

Meia-Noite baixou aqui

Canta galo, seu galo preto

Não era meia-noite, Meia-Noite baixou aqui

 

                                                           *****

 

Mas ele é Exú,   Exú da meia-noite,

Mas ele é Exú,   Exú da Madrugada

Saravá seu Meia-Noite,

Saravá seu Meia-Noite

To lhe chamando, pra guardar minha porteira

Risca o ponto nesse chão, neste casa trabalhar

 

                                                          *****

 

Era noite clara, era, noite de lua, eu vi.

Seu Meia-Noite, sentado na pedra, olhando pra lua, eu vi

 

                                                          *****

Deu meia-noite, firmou-se o ponto

De força desse guardião

Foi na encruza, tremeu o chão

Seu Meia-Noite é o nosso guardião

Alaroê, Exu é mojibá

Seu Meia-Noite é quem vem pra trabalhar

 

                                                               *****

 

Exú da Meia-Noite

Exu da madrugada

Salve o povo de Aruanda

Sem Exu não se faz nada

 

                                                               *****

 

 

Quem nunca viu venha ver,

caldeirão sem fundo ferver

Já bateu meia-noite

cemitério abre, catatumba racha

e o defunto geme

 

 

                                                             *****

 

 

 

Dizem que Exu só bebe e dá risada,

Mas ele é Exu das Sete Encruzilhadas

Ele tem uma cuia que não tem mistério

Na hora grande faz jurar no cemitério

 

                                                          *****

 

Tá perdendo seu tempo,

Fazendo macumba pra me derrubar

É seu Sete quem manda,

Ele vence demanda, ele vai me ajudar

Oi seu Sete tá aki

Oi seu Sete ta lá

Ele vence demanda

Ele vai me ajuda

Sua capa de veludo

Quando veio deixou lá

Quando dava Meia-Noite

Seu Veludo ia buscar

Ele é Mojibá ê

Ele é Mojibá ê

 

                                                             *****

 

Exu fez uma casa sem, porta e sem janela

Oi até hoje não achou quem morasse nela

 

                                                           *****

 

 

E o Exu Braza assobiou 17 minutos

E todo mal ele cortou 17 minutos ... 17 minutos

 

 

                                                         *****

 

 

Tava curiando na encruza

Quando a banda me chamou

Exu lucios na encruza e o rei

Na umbanda ele e doutor

Exu quebra demanda

Exu e curador

 

 

                                                      *****

 

O luar, o luar,

Ele é dono da rua

Quem cometeu suas faltas

Peça perdão ao Tranca-Ruas

 

 

                                                     *****

 

Portão de ferro, cadeado de madeira

Quem manda no cemitério é o Exu-Caveira

 

 

                                                    *****

Soltaram um bode preto meia-noite na calunga

Ele correu os quatro cantos, foi parar lá na porteira

Bebeu marafo com Tatá Caveira

 

                                                   *****

 

O portão do cemitério estremeceu

Fui lá pra ver quem é

Ouvi uma estrondoza gargalhada

Da Pomba-Gira e o cumpadre Lucifer

 

                                                *****

 

Sou Exu trabalho no campo

Quando canto desmancho quebranto,

Sete cordas tem minha viola

Vou na gira de lenço e cartola

Cigarro e charuto

Cachaça e marafo

Sou Sete da linha

Derrubo inimigo

Porteira de aço

 

                                            *****

 

Oi Sete, oi Sete, oi Sete Encruzilhada

Toma conta e presta conta, no romper da madrugada                                        

Ninguem pode comigo, eu posso contudo

Là na encruzilhada, ele é Exu Veludo

 

                                           *****

 

Era meia-noite, quando malvado chegou

Corre gira, corre gira, vai chegar a madrugada

Salve exu, salve exu, da Sete Encruzilhada

 

                                            *****

 

Exú quando se casou, um grande banquete ele deu

Farofa de caco de vidro, espinha de peixe

Que o gato comeu

 

                                                                      *****

Seu Tranca-Ruas, que nasceu na rua

Se  criou na rua, e na rua morreu

Seu Tranca-Ruas,   seu Tranca-Ruas

Ainda é o dono da rua

 

                                                                        *****

 

Estava dormindo na beira do mar

Quando as almas me chamou pra trabalhar

Ai levanta Tranca-Ruas ê, vem guerriar

Ai levanta Tranca-Ruas ê, vem trabalhar

O inimigo esta invadindo a porteira do congá

Ai levanta sua armas ê, vem guerriar

Ai levanta suas armas ê, vem trabalhar

Bota fora o inimigo, para nunca mais voltar

 

                                                                       *****

 

Bateu a porteira

Quero ver quem vai entrar

É seu Sete Brasas

Ele veio pra ajudar

Bateu a porteira

Quero ver quem vai entrar

É seu Sete Brasas

Ele veio pra ficar

 

                                                                       *****

 

 

Exu não trabalha com o sol, ele vem no romper da lua

Saravá Seu Tranca-Tudo

Saravá seu Tranca-Rua

 

*****

 

Exu e moço branco

E é faceiro no andar

Quem não paga pra exu

Exu da e torna a tirar

 

 

                                                                   *****

O portão do cemitério arrebentou a fechadura

O diabo esta solto ta fazendo diabura

Arreia diabo arreia capeta

Arreia exu da capa preta

 

Oi ta na hora do satã boa noite exu

Oi ta na hora do satã boa noite boi zebu

 

O se levanta exu oi tu não e pagão

Tu já foi batizado pela lei do cão

 

O portão do inferno estouro

Avisa o satanas

Aqui ta cheio de diabo e ta chegando mais

 

                                                                      *****

 

 

Ê, Caveira, firma seu ponto na folha da bananeira, Exú Caveira! (x2)

 

Quando o galo canta é madrugada,

Foi Exú na encruzilhada, batizado com dendê.

Rezo uma oração de traz pra frente,

Eu queimo fogo e a chama ardente aquece Exú , Ô Laroiê.

Eu ouço a gargalhada do Diabo,

É Caveira, o enviado do Príncipe Lúcifer.

É ele quem comanda o cemitério,

Catacumba tem mistério, seu feitiço tem axé. Ê Caveira!

 

Ê, Caveira, afirma ponto na folha da bananeira, Exú Caveira! (x2)

 

Na Calunga, quando ele aparece,

Credo e cruz, eu rezo prece pra Exú, dono da rua.

Sinto a força deste momento,

E firmo o meu pensamento nos quatros cantos da rua.

E peço a ele que me proteja,

Onde quer que eu esteja ao longo desta caminhada.

Confio em sua ajuda verdadeira,

Ele é Exú Caveira, Senhor das Encruzilhadas. Ê Caveira !

 

Ê, Caveira, afirma ponto na folha da bananeira, Exú Caveira! (x2

 

 

 

Exú foi no Inferno

com sapato de algodão

Exú foi no inferno

com sapato de algodão

O inferno pegou fogo

o sapato pegou não

 

 

                                                                  *****

 

Deu meia noite em ponto o galo cantou(2x)

Cantou pra anunciar que Tiriri chegou(2x)

Ele vem da Calunga de capa, cartola e tridente na

mão.

Esse Exú de fé é quem nos trás Axé e nos dá proteção.

Ele é Exú Odara e vem nos ajudar,

com seu punhal ele fura, ele corta demanda, ele salva,

ele cura

Exú Amojubá

Laruê

Laruê Exú, Exú Amojubá

Eu perguntei a ele o que é Exú, ele vem me falar

Laruê Exú

Laruê Exú, Exú Amojubá

Eu perguntei a ele o que é Exú ele vem me falar

Exú é caminho, é energia, é vida, é determinação, é

cumpridor da Lei, Exú é esperto, Exú é guardião, Exú é

trabalho, é alegria veloz, Exú é viver, é a magia, é o

encanto, é o fogo, é o sangue na veia vibrando, Exú é

prazer.

Laruê

Laruê Exú, Exú Amojubá

Tras sua falange Exú Tiriri para trabalhar

Laruê Exú

Laruê Exú, Exú Amojubá

Tras sua falange Exú Tiriri para trabalhar.

Vem seu Tranca-Ruas, Maria Padilha e Exú Marabô

Sete Encruzilhadas, se Zé Pilintra aqui chegou

Maria Mulambo, Maria Farrapo e Dona Figueira

Dona Sete Saias, Pombogira menina e Rosa Vermelha

Sete Catacumbas, Exú Caveira firmam ponto aqui

e o Exú Capa Preta anunciou a festa do Exú Tiriri

 

 

exu que tem duas cabeças,

Ele olha sua Banda com fé. 

uma é Satanás do inferno,

E a outra é de Jesus de Nazaré.

 

 

                                                                    *****

 

 

exu quando se casou

um grande banquete ele deu

Galinha preta, farofa amarela

Pescoço de galo, pena de urubu

 

                                                                    *****

 

Santo Antonio pequenino

amansador de burro brabo

afastai meus inimigos

com cinquenta mil diabos

 

                                                                  *****

 

                                                Salve seu Zé Pilíntra

 

Santo Antonio pequenino

Protetor da encruzilhada

Vai busca seu Zé pilintra

Com sete facas cruzadas

 

 

                                                                *****

 

Santo Antonio de Batalha,

Faz de mim batalhador,

Santo Antonio de Batalha,

Faz de mim batalhador

Corre e Gira Pomba Gira,

ze pilintra ja chego

Corre e Gira Pomba Gira,

ze pilintra ja chego

 

 

                                                             *****

Ô meu limão

Ô meu limoeiro

Ô meu limão

Ô meu limoá

Eu sou Zé Pilintra  Zé Pilintra eu sou (2x)

Joguei meu punhal no ponto

Para meu ponto afirmar

Chamei meus camaradas

Para vir me ajudar

Joguei meu punhal no ponto

Para meu ponto afirmar

Chamei meus camaradas

Pra demanda vir quebrar

 

                                                               *****

 

Zé Pilintra, Zé Pilintra

Boêmio da madrugada

Vem da linha das almas

E também da encruzilhda

Meu amigo Zé Pilintra

Que tem fama de doutor

Com o seu filho de Fé

Seu irmão , seu protetor

Com magia e mirongas

Dando forças ao terreiro

Saravé seu Zé Pilintra

Meu amigo verdadeiro

 

                                                               *****

 

Oi Zé, quando vem lá da lagoa

Toma cuidado com o balanço da canoa

Oi, Zé, faça tudo o que quiser

Só não maltrate o coração dessa mulher

 

                                                              *****

mulher mulher

nao tenha medo do seu marido 2x

se ele e bom na faca eu so no facao

se ele e bom na reza eu na oraçao

ele diz que sim eu digo que nao

eu sou ze pilintra

ele e lampiao

De terno branco

Seu punhal de aço puro

O seu ponto é seguro

Quando vem pra trabalhar

Segura o nêgo,

Que esse nêgo é Zé Pilintra

Na descida do morro

Ele vem trabalha

 

                                                            *****

 

de manha cedo quando eu desço a ladeira

a nega pensa que eu vou traballhar

eu boto meu baralho no bolso

meu cachecol no pescoço e vo pra barao de maua 2x

trabalha trabalha...trabalha pra que?

se eu trabalhar eu vou morrer

 

                                                          *****

 

o ze o ze enganador

enganou filha de moço

com palavras de amor 2x

mas nao foi eu que enganei ela

foi ela q me enganou 2x

 

                                                        *****

 

o morro de ze pilintra esta de luto

esta de luto porque ze pilintra morreu 2x

ele chorava por uma mulher

chorava por uma mulher

chorava por uma mulher que tanto amava 2x

 

                                                        *****

 

Seu Zé Pilintra

Moço do chapéu virado

Na direita ele é maneiro

Na esquerda ele é pesado

 

 

 

                                                       *****

Sou eu jose pilantra

Nego du pé arranhado

Na direita eu so bonzinho

Na esquerda eu so danado

 

*****

 

A mulher de ze pilintra

Teve dois ze pilintrinha

Um tinha duas cabeças

O outro nem cabeça tinha

 

 

                                                       *****

 

Seu doutor seu doutor

Bravo senhor

Zé pilintra chego

Bravo senhor

Com os poderes de deus

Bravo senhor

Zé pilintra sou eu

Na rua da macaxeira

Sete tendas se fechou

Com a fumaça ao contraria

Que Zé pilintra mandou

Seu doutor seu doutor

Bravo senhor

Zé pilintra chegou

Bravo senhor

Com os poderes de deus

Bravo senhor

Zé pilintra sou eu

Matou um cego durmindo

Um aleijado sentado

Quem mexe com Zé pilintra

O ta doido ou ta danado

Seu doutor seu doutor ......

 

 

 

 

                                                           *****

 

                             “Salve as Pomba-Gira”

 

De vermelho e negro, vestindo a noite o mistério traz

De colar de ouro, brincos dourados, a promessa faz

Se é preciso ir, você pode ir, peça o que quiser

Mas cuidado amigo, ela é bonita, ela é mulher

E num canto da rua, girando, girando, oi girando esta,

Ela é moça bonita girando, girando, oi girando está

 

                                                                   *****

 

Ganhei uma barraca velha, foi a cigana quem me deu

O que é meu é da cigana, o que é dela não é meu

O que é meu é da cigana, o que é dela não é meu

Pomba-Gira, bamboê, bamboê, bamboá

Pomba-Gira bamboê, bamboê, bamboá

Boa noite, pra quem vem de longe

Boa noite pra quem vem chegando

Boa noite pra Moça bonita, é pra ela que estou cantando

Levo uma rosa vermelha na encruzilhada

É lá que a Moça bonita, ela dá sua gargalhada

                                                                 

                                                              *****

Arreda homem que ai vem mulher

Seu Tranca vem na frente, vem dizer quem ela é

Ela é a Pomba-Gira, a mulher de Lúcifer

                                                                 

                                                               *****

Vinha caminhando a pé, para ver se encontrava

Pomba-Gira digana de fé

Ela parou e leu a minha mão e disse-me toda a verdade

Eu só queria saber aonde mora, Pomba-Gira cigana de fé

Bem que eu te avisei que você não fletasse essa jogada comigo

Você apostou no valete e eu apostei na dama

Amigo você não me engana, ela é Pomba-Gira Cigana

Trancelim de ouro, chuva fina não me molha

Se você não me quer, outros querem você olha

Essa chuva faz chover, essa chuva faz molhar

Ela é a Pomba-Gira que acaba de chegar

 

 

 

                                                                  *****

                                          Salve a Maria mulambo

 

Se a sua catacumba tem misterio

Mas ela e pomba gira do cemiterio 2x

Mas ela e loira de olho azul

Ela e mulambo filha de seu omulu 2x

 

                                                               *****

 

                                          Salve a dama da noite

 

O dama da noite o minha donzela

Cadê dama da noite

Eu quero fala com ela (2x)

Olha ela ai olha ela ai

O dama da noite a mulher de tiriri (2x)

 

                                                               *****

 

Eu vi moça bonita

No meio da calunga

Vem vestida de preto

Sentada numa tumba

Ela e moça bonita

Ela e moça de fé

Ela é dama da noite

Rainha do cabaré

 

*****

 

O Pomba-Gira eu preciso de você

Vamos jogar o jogo da amarelinha

Se eu perder você me ganha

Se eu ganhar você é minha

 

                                                                *****

 

Deu meia-noite, a lua se escondeu

Lá na encruzilhada dando a sua gargalhada Pomba-Gira apareceu, alaruê, alaruê, alaruê, é Mojibá, é mojibá, é mojibá

Se ela é Odara, quem tem fé na Pomba-Gira, é só pedir que ela dá

 

                                                                *****

Ei  Pomba-Gira vem ver quem te chama

Ela é a mulher disfarçada

Ela é a Pomba-Gira, Rainha da encruzilhada

 

 

Ei Pomba-Gira estou cantando em seu louvor

Na barra da sua saia, corre água e nasce flor

 

                                                                 *****

Quem não lhe respeitar

Ai logo se afunda

Ela é Maria Padilha

dos Sete Cruzeiros da Calunga

 

                                                               *****

Foi uma  rosa que plantei na encruzilhada.

Foi uma rosa que plantei no meu jardim.

Maria Mulambo! Maria Mulher!

Maria Padilha, a mulher de lucifer

 

                                                             *****

 

Juraram de me matar,Na porta de um cabaré. 2x

ando de noite ando de dia

Só não mata porque não quer 2x

 

                                                            *****

maria mulambo, ela mereceu ganhar,

Ganhar o que ganhou.

Foram sete rosas na calunga,

Sete marafos e uma saia de cetim

E como se tudo isso não bastasse,

Ela ganhou uma coroa de atotô.

Atotô, ô meu pai! atotô, meu senhor!

maria mulambo mereceu o que ganhou.

Atotô, ô meu pai! atotô, meu senhor!

maria mulambo mereceu o que ganhou.

 

                                                              *****

 Moça linda por que me olha,

Gostou de mim Moça não me ignore

Moça bonita do cabelo enrolado,

Olha só que linda Moça, quero ser seu namorado

 Moça linda por que me olha,

Gostou de mim Moça não me ignore

Moça bonita do cabelo escorrido

Olha só que linda Moça, quero ser seu marido                                                                                                                            

Pomba-Gira malvada

Porque maltrata o rapaz

O homem bebe e vai preso

Pomba-Gira bebe e não vai

 

                                                               *****

Eu mandei fazer um baralho de ouro

Para a Cigana jogar

Embaralha eu mulher

Embaralha eu mulher

Embaralha eu da cabeça aos pés

 

                                                               *****

Juraram de me matar

Com um copo de veneno

Que me matar me mate

Que beber eu bebo mesmo

                                                               *****

O portão do cemitério estremeceu

O povo corre parra ver quem é

Ouvi uma gargalhada na encruza

É a Pomba-Gira A mulher de Lucifer

Ela parou na porta do cabaré

Deu uma forte gargalhada

Ela é Maria Padilha lá das Sete Encruzilhadas.

                                                                         

                                                                 *****

 

Nasceu no cruzeiro das almas

Uma roseira que já deu flor.

Entre elas um rosa,

Que em uma linda mulher

Se transformou. ( 2 x )

Praticando sua caridade com muito amor.

Exalando harmonia com o perfurme da flor. ( 2 x )

Ela é moça bonita,

É faceira e formosa.

Pombagira do Cruzeiro

É a mais bela das rosas. ( 2 x )

 

 

 

                                                              *****

                                                              

Dói, dói, dói, dói, dói

Um amor faz sofrer

Dois amor faz chorar

Ai como dói

Quando era viva, por amor eu matei,

Agora que estou morta, por amor eu matarei

Ai como dói

Dói, dói, dói, dói, dói

Um amor faz sofrer

Dois amor faz chorar

Ai como dói

Quando eu tinha dinheiro,

Tinha muitos homens a me procurar

Agora o dinheiro acabou a velhice chegou, eu me ponho a chorar

Ai como dói

Dói, dói, dói, dói, dói

Um amor faz sofrer

Dois amor faz chorar

Eu te dei amor, eu te dei carinho

Eu te dei uma rosa e tirei o espinho

Ai como dói

                                                             

 

                                                                       *****

 

Sacode o pó que chegou Rosa Caveira!

Pomba Gira da calunga

Vem levantando poeira. (2x)

Suas mandingas são

Cercadas de mistérios.

Saravá a Pomba Gira

Que vem lá do cemitério.

Se diz que faz é melhor não duvidar,

Porque a Rosa Caveira

Promete para não faltar.

Sacode o pó que chegou Rosa Caveira!

Pomba Gira da calunga

Vem levantando poeira. (2x)

Levo uma rosa quando vou ao seu axé.

Falo com Rosa Caveira,

Porque nela eu tenho fé.

Tudo o que peço nunca me deixou faltar.

Ela é muito famosa e não é Mojubá.

Sacode o pó que chegou Rosa Caveira!                                                   

Quem viu o sol se esconder
Quem viu a lua brilhar
Quem viu o espinho da rosa
Também vai ver Maria Padilha chegar
Os seus olhos são verdes
Sua cor é mulata
Seus cabelos são negros
E a sandália é de prata
Numa mão tem perfume
Na outra tem a flor

Para a Umbanda querida
Maria Padilha traz paz e amor

 

 

                                                  *****

 

Abre essa cova quero ver tremer
Abre essa cova quero ver balancear
Maria Padilha das Almas
O cemitério é o seu lugar
É no buraco que a Padilha mora
É na calunga que a Padilha vai girar

 

                                                         *****

 

 

Maria Padilha você é a flor perfeita
Que vem dentro dessa seita
Para aqueles que tem fé
Tu és a rosa que perfuma a Umbanda
Vencedora de demanda
Com amor e muito axé
Maria Padilha não me deixe andar sozinho
Põe a rosa sem espinhos nos caminhos onde eu passar
Ó pombo girê, ó pombo girá
Faça um tapete de rosas
Pra que eu possa caminhar

 

                                              

 

 

 

 

 

 

 

                                             Salve a subida dos exus 

                                                   E das pomba giras

 

 

O exu se despede e vai embora

O exu se despede e vai embora

E na encruzilhada

E na encruzinhada

Onde ele mora (2x)

 

                                                               *****

O exu já trabalhou

O exu já curio

O exu já vai embora

Sua banda chamou (2x)

 

                                                              ***** 

                                                                                

Pomba gira trabalhou

Pomba gira curio

Pomba gira vai embora

Sua banda chamou (2x)

                                                             *****

 

Pomba gira se despede

E vai embora (2x)

E na encruza do t

E na boca da mata

Onde ela mora (2x)

 

Despedida Maria Mulambo

 

Mas que noite tão linda

E que lua formosa

Com uma gargalhada

Maria Mulambo já vai embora.

 

 

                    Salve a subida do seu Zé pilintra

 

Agora pro seu morro vai subir

Meu deus ele já vai embora

Conversa de malandro não tem fim

Boa noite meu senhor

Boa noite minha senhora (2x)

 

Oh santo Antonio meu protetor

Vou me embora pra calunga

Seu omulu já me chamou (2x)


http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=93674135