HOMENAGEM AO PAI DEMÉTRIO DOMINGUES

HOMENAGEM AO PAI DEMÉTRIO DOMINGUES

 

Demétrio Domingues, diretor-presidente da Associação Paulista de Umbanda, coordenador do VALE DOS ORIXÁS e pioneiro da Umbanda paulista.

Homem de luta, de trabalho e de muita dedicação à causa umbandista.

Demétrio Domingues criou uma revista umbandista, na década de 80 onde em cada edição homenageava uma personalidade umbandista chamando-as de “Cacique da Umbanda”. Hoje, com o coração de luto despeço-me dele; do maior Cacique da Umbanda.

Demétrio Domingues foi meu companheiro de microfone por vários anos em meus programas

·      Umbanda em Marcha;

·      Ronaldo fala de Umbanda;

·      Momento de Prece;

·      Esteve comigo em meu programa da TV bandeirantes (Programa Xênia Biet);

·      Esteve comigo tambem na TV Gazeta.

E sempre tinha algo construtivo, positivo e com muito entusiasmo para estimular a família umbandista.

O grande cacique foi a alavanca mestra da Criação do Superior Órgão de Umbanda do Estado de São Paulo. Foi dele a idéia de juntar as Federações então existentes, numa instituição idônea, que pudesse cuidar da Umbanda Paulista. Foi ele que convenceu o então coronel Nelson Braga Moreira a assumir o comando do SOUESP.

Foi por suas mãos que aproximei-me do SOUESP e, posteriormente fui nomeado pelo já então, Coronel Nelson Braga Moreira, porta-voz oficial do Superior Órgão de Umbanda do Estado de São Paulo.

Foi o grande Cacique Demétrio o arquiteto do primeiro e segundo Congresso Paulista de Umbanda realizados na Câmara Municipal de São Paulo.

Foi ele tambem que organizou na Assembléia Legislativa “O Encontro sobre a Umbanda e a Constituinte” e, mais do que isso, foi o único presidente da Federação até essa data, que enquanto a minha pesquisa sobre a origem as Umbanda se realizava, demonstrou interesse em auxiliar.

Posteriormente o Doutor Estevam Montebelo e o General Nelson Braga Moreira também procurarem ajudar e, quando concluir meu trabalho e apresentei-o à mesa diretora do SOUESP, as provas de que a primeira Tenda de Umbanda do Brasil fora a fundada por Zélio Fernandino de Moraes, estabelecendo definitivamente que o trabalho realizado pelo Caboclo das Sete Encruzilhadas fora o berço da Umbanda, foi de Demétrio Domingues, que recebi o primeiro abraço de congratulações pelo trabalho realizado.

Lembro ainda que a convite de Demétrio e do General Nelson Braga Moreira, recebi a incumbência de criar uma organização federativa no ABC Paulista, foi assim que nasceu a Federação Umbandista do Grande ABC, organização que era um pouco “filha” de Demétrio, (que assinou sua ata de fundação), na mesma época e sob as mesmas indicações surgiram:

·      A própria Associação Paulista de Umbanda;

·        A Federação Umbandésta da Grande São Paulo;

·      A Federação Regional Umbandista da Zoîa Oeste de São Paulo;

·      A Federação Umbandista de Guarulhos.

De todos esses progressistas eventos, Demétrio participou diretamente e foi ele também, quem conseguiu colocar a primeira grande Imagem de Yemanjá no litoral Paulista a estatua da Praia Grande.

Demétrio Domingues era, na intimidade, um grande companheiro. Quando provocado era grosso como um toco de açougueiro, mas da mesma forma que meu Pai no Candomblé o saudoso Joãozinho da Goméia tinha um coração de mel, dava e deu tudo de si pela família e pela causa umbandista, deu realmente tudo até mesmo a própria vida.

Hoje ele esta provavelmente propondo a Oxalá alguma forma de tornar mais fácil e mais alegre a vida do pobre povo brasileiro.

 

Falecido no dia 24 de julho de 2007 

 

 

 

 


http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=93674135